quarta-feira, 18 de março de 2009

Usina das Artes Polifônica - Março/2009




Usina das Artes Polifônica celebra o sucesso e a prorrogação da mostra
Usina do Gasômetro 80 anos





A segunda Usina das Artes Polifônica acontece no dia 26 de março, quinta-feira, a partir das 20h, no térreo e mezanino do Centro Cultural Usina do Gasômetro. Os grupos de teatro, dança e música da Usina se reúnem novamente a fim de celebrar o sucesso da exposição Usina do Gasômetro 80 anos, visitada até agora por mais de 80 mil pessoas, entre porto-alegrenses, gaúchos de todo o estado, brasileiros das mais diversas regiões do país e estrangeiros de várias partes do globo, dos nossos vizinhos do Mercosul a europeus e norte-americanos. O grandioso espetáculo celebra também a prorrogação da mostra, que permanecerá em cartaz até o Dia do Trabalhador, primeiro de maio.

A Usina das Artes Polifônica é uma manifestação artística diferenciada que intrigou os gaúchos na abertura da exposição, em 27 de novembro de 2008. Na ocasião, 13 grupos artísticos apresentaram um esplendoroso espetáculo concatenado realizado no próprio espaço da mostra, durando cerca de 40 minutos.

A segunda Usina das Artes Polifônica terá muitas novidades em relação a sua antecessora. A começar pela duração, já que desta vez serão duas horas e meia de integração entre teatro clássico, teatro infantil, dança contemporânea, dança teatro, teatro de sombras e música folclórica de diversos locais do mundo – inclusive do nosso Rio Grande. As performances dos 10 grupos participantes serão totalmente novas ou terão incrementos, dependendo do caso. Confira o que irá acontecer em cada módulo:

20h – Tradisons e Cia Teatro Lumbra

A partir da espontânea integração artística que aflorou na primeira Usina das Artes Polifônica, o Grupo Tradisons e a Cia Teatro Lumbra unem suas tendências, mixando suas experiências e pesquisas. O Tradisons com diferentes instrumentos musicais, músicas folclóricas e idiomas de diferentes lugares do mundo; já o Lumbra mostra sua visceralidade ao transformar sombras em personagens dessas canções que falam de castelos, princesas, amores perdidos, marinheiros e da natureza. As músicas serão do folclore gaúcho, japonês, judaico, alemão e celta.

20h30 – Teatrofídico e Teatro Sarcáustico

O Teatrofídico apresenta uma improvisação sobre o teatro do absurdo tendo como base várias fontes de inspiração, como matérias de jornais e trechos de textos dramatúrgicos. A performance resulta de uma pesquisa sobre essa linguagem, iniciada com a leitura dramática de A Lição de Eugéne Ionesco (dia 19/03 às 19h na sala 302 – entrada franca).

Já o Teatro Sarcáustico mostra ao público a performance BE_once, que trata da análise da criação de ídolos, que gera, por vezes, a perda da identidade tanto do público quanto do artista.

21h – Neelic e Depósito de Teatro

O Neelic apresenta a performance acrobática Caio, Caio, Caio, com textos do escritor Caio Fernando Abreu e acompanhamento de percussão.

Já o Depósito de Teatro traz um fragmento do espetáculo infantil O que seria do vermelho se não fosse o azul.

21h30 – Grupo Tato e Thonny Marques Núcleo de Dança Teatro

Este módulo é todo da dança. A performance do Grupo Tato é no nicho dos anos 70 da exposição. Os bailarinos apresentarão movimentos em Contato Improvisação, uma técnica de dança que começou a ser desenvolvida no início da década de 70 nos Estados Unidos e acompanha algumas mudanças sociais e conceituais da época, expressando uma estética engajada em ideais democráticos e igualitários.

Já o Thonny Marques Núcleo de Dança Teatro mostra ao público a performance Gestos do Pensamento. O grupo explica a idéia: “Não se trata do silêncio, mas de qualquer coisa que não é da ordem nem da ausência nem do branco psíquico, qualquer coisa que quereria falar e não pode. Qualquer coisa que passa entre a fala e o silêncio e é o murmúrio do corpo que compõe o seu sentido irradiante. Não o seu contexto, mas aquilo que toda a fala produz sobre as camadas não-verbais corporais ou psíquicas, ressonâncias, sensações, afetos e movimentos de pensamentos que não pensam nada. Não se trata de um contexto (o contexto não-verbal da enunciação, por exemplo), mas de qualquer coisa como um meio provocado, criado pela própria enunciação, e que penetra em todas as direções daquilo que, no corpo, pode produzir sentido ou está ligado ao sentido”.

22h30 – Final

A Usina das Artes Polifônica acontece em 26 de março (quinta-feira) a partir das 20h no Centro Cultural Usina do Gasômetro (Av. Presidente João Goulart, 551).

A entrada é franca.

O mega espetáculo Usina das Artes Polifônica integra a programação do projeto Usina das Artes, da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre.



Postar um comentário

Leia também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...