sexta-feira, 19 de junho de 2009

Opinião sobre GORDOS

Galera, o Manuel Estivalet foi ver a reestreia do GORDOS na última sexta e, como a peça foi bem boa, ele postou uma análise bem interessante no blog dele, intitulada: "Notas sobre Gordos para uma dramaturgia longa". Abaixo, algumas das notas do cara:

Foto: Kiran

"O que me intriga é saber qual o segredo para que ela (a dramaturgia longa da peça) funcione bem. Daí, lanço algumas notas:


* O Gordos se sustenta pelo tempo que tem graças à intensidade de atuação e ao acréscimo de piadas não previstas no texto. (...)


* A apresentação dos personagens sempre é um problema. E Nick Silver, que deu a base do roteiro de Gordos, opta por uma via que considero mais fácil, porém mais fraca: personagens se dirigem ao público e se apresentam: eu sou blá blá blá. Mas, em Gordos isso funciona. E por quê? Em boa parte por causa dos atores e direção: a apresentação é dinâmica, joga com outros personagens na medida em que as relações são mencionadas e tem sua comicidade.


* Um desafio ao teatro é trabalhar com memórias e flashbacks. No cinema, parece ser mais fácil: basta colocar uma cena do passado. No teatro, como se coloca uma cena do passado?
(...) Em Gordos, na medida em que memórias são invocadas, os envolvidos invadem a cena, e somos transferidos a assistir a cena sobre o passado."

E tu? Tá esperando o que prá ir conferir?
Sextas a domingos, às 20h, na sala 309 da Usina do Gasômetro. (Até 28 de Junho)

ENTRADA FRANCA (senhas 30 min. antes de cada sessão. Apenas 50 lugares!)



Postar um comentário

Leia também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...