segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Sobre a cabra

Hoje fui assistir ao espetáculo "A Cabra ou Quem é Sylvia?", de Edward Albee e com direção do Jô Soares. Outros dois sarcáusticos estavam lá no pomposo São Pedro comigo: a Tati e o Ricardo (os outros foram na estreia da peça).

Lamento muito dizer que os desméritos do espetáculo foram inumeráveis, desde a presença equivocada de José Wilker como o protagonista (com sua dicção incompreensível e sua impostação de voz insuportável!) até a direção careta e preguiçosa de Jô Soares para um texto que pedia muito mais subversão do que jogar cinco ou seis estatuazinhas de gesso no chão... Já o restante do elenco deixou muito a desejar, inclusive Denise del Vecchio, que geralmente permanece digna em produções televisivas.

Quanto às (poucas) qualidades de "A Cabra...", fica, sem sombra de dúvida, a potência do texto de Albee, que mais uma vez demonstra ser um dos maiores dramaturgos norte-americanos. Com passagens e situações que inserem zoofilia, incesto e pedofilia na vida de uma "família normal", Albee vai assim construindo um reflexo da sociedade estadunidense (ou mundial?!), ao expor a perda da racionalidade humana em direção ao efeito de animalização do ser humano.

Mas preciso dizer que o que eu mais gostei foi ter visto o público típico do Theatro São Pedro, que foi pronto prá conferir atores globais e comedinhas ligeiras, ir embora chocado com o que vira Jô Soares e José Wilker aprontarem em cena. Mesmo que muito mal feito! Bem feito prá eles - em todos os sentidos...

Daniel Colin

Em tempo: o espetáculo foi eleito pela Veja SP como o Melhor de 2008. Que medo da última temporada do teatro paulista!
Postar um comentário

Leia também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...