sexta-feira, 15 de abril de 2011

Sarcáustico no Seminário Dramaturgia e Literatura - Palco Giratório 2011 do SESC/RS

Em maio, a partir do dia 10, tem início o Seminário Dramaturgia e Literatura, atividade integrante do Palco Giratório 2011 do SESC/RS. Serão três dias de debates no Café Concerto do SESC, 19h, no que antecede aos espetáculos de uma vasta e diversificada programação que ocupará os palcos da Cidade.

Entre os debatedores, nomes expressivos da dramaturgia nacional, entre eles, Mario Bortoloto, Jezebel de Carli, Daniela Carmona, Graça Nunes, Diones Camargo, Inês Marocco (a confirmar) e Jô Bilac. Os debates pretendem pensar a dramaturgia em seus inúmeros desdobramentos, ou seja, o silêncio, a máscara, a palavra, o movimento. Haverá distribuição de livros do Prêmio Carlos Carvalho, com o apoio da SMC.


Torna-se imprescindível informar que os debates são voltados a quaisquer pessoas que queiram nos auxiliar em tais reflexões, afinal o teatro trata do Humano, todos nós, independente da área para as quais nos dedicamos no dia-a-dia.


Paralelo ao seminário, também integrando o Palco Giratório 2011, na CCMQ, aos sábados à tarde, 15h, conduziremos os Encontros Dramáticos - leitura de textos premiados na 4a, 5a e 6a. edições do Concurso de Dramaturgia Carlos Carvalho - que ocorrerão em espaços alternativos da Casa de Cultura Mario Quintana, com os grupos Teatrofídico, Sarcáustico e Stravaganza. Entrada franca. Agendem-se e venham contribuir com esse pensar, ouvir e ler. Agradecemos se você compartilhar! Programa a seguir:


Palco Giratório 2011

Seminário Dramaturgia e Literatura - qualificando leitores de um gênero nem tão dramático assim
Local: Café Concerto SESC/RS - 19h

Além de submergir nesse universo ainda desconhecido do fazer dramaturgico, o seminário visa a qualificação e formação de um leitor do gênero, sem o fim específico da montagem teatral.



10/05 - Dramaturgia clássica e a dramaturgia contemporânea - diferentes e possíveis leituras

Debatedores: Jô Bilac e Graça Nunes
A compreensão da diversidade da forma dramaturgica estará em pauta. Haverá um modo específico de entender essas diferentes estruturas narrativas? Como e onde a dramaturgia clássica influencia a dramaturgia contemporânea? Quais códigos necessários para a leitura desse gênero?

17/05- A dramaturgia no Rio Grande do Sul - para ler o movimento, o silêncio e a palavra

Debatedores: Jezebel de Carli, Daniela carmona e Inês Marocco.
Quando falamos em dramaturgia, de imediato pensamos na palavra. Mas, com a evolução das formas drámaticas de narrar, seja pela ação, ou mesmo pelo silêncio, outras vertentes narrativas vem se destacando e tem requerido para si o status de dramaturgia. Quais critérios usamos para lê-las? Como lê-las, sem a necessidade urgente da palavra?

21/05 - Mas afinal, dramaturgia é literatura? Leituras fora da cena

Debatedores: Mario Bortoloto e Diones Camargo
Quais elementos da estrutura dramatúrgica nos possibilitam a evasão, enquanto leitores, para a construção de um imaginário que nos favoreça fruição estética no que antecede à montagem teatral como fim em si.

Coordenação e mediação: Hermes Bernardi Jr.



Encontros dramáticos - leituras de textos premiados na edições 4, 5 e 6 do Prêmio Carlos Carvalho de Dramaturgia



Local: Casa de Cultura Mario Quintana sempre às 17h


14/05 - O senhor de Paris - de Hersch W. Basbaum

Grupo Teatro Sarcáustico
Direção Daniel Colin e Ricardo Zigomático
Local - Jardim Lutzemberger


21/05 - Avental todo sujo de ovo - de Mario Barbosa

Cia. Stravaganza
Direção Adriane Motolla
Mezanino do 2o. piso


28/05 - Os cactos - de Emmanuel Nogueira

Teatro Ofídico
Direção Eduardo Kraemer
Passarela do 5o. andar (entre Biblioteca Lucília Minssen e Oficina Sapato Florido)
Postar um comentário

Leia também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...