quarta-feira, 2 de maio de 2012

Sarcáustico recomenda DANKE


DANKE é o espetáculo baseado no texto “Eu, Ulrike? Grito...” de Dario Fo e Franca
Rame. A peça conta a história de Ulrike Meinhof, desde o dia em que ela é presa até o
dia do seu suposto suicídio.
Jornalista, Alemã, terrorista e mãe, Ulrike é condenada à prisão e passa por um
tipo de tortura que lhe impõe a privação do sensorial. Despojada de cores e sons, e
impossibilitada de qualquer contato externo ela sobrevive quatro anos refém do Estado e
de si mesma.


"No dia 9 de maio de 1976, a terrorista alemã Ulrike Meinhof foi encontrada morta
na sua cela de número 719 na prisão de Stuttgart-Stammheim. Ao lado de Andreas
Baader e Gudrun Ensslin, ela havia sido condenada por liderar a Fraçao do Exército
Vermelho - RAF. O grupo terrorista foi responsável por atentados a bomba e assaltos a
bancos na então Alemanha Ocidental, que acusava de 'Estado fascista'".


Trechos da crítica feita por Antonio Hohlfeldt em 27 de maio de 2005 no Jornal do
Comércio:
“Num espetáculo seco, de cerca de 50 minutos de duração, a cena, aberta desde a
entrada do público, apresenta duas figuras: a prisioneira e sua guardiã, vivida por Paola
Oppitz (...) Não se fala, não se tosse, não se pisca. Juliana Kersting eletriza a todos.
Cumpre a sina da prisioneira. O escuro se faz sobre a mulher em posição fetal.”


FICHA TÉCNICA
Autores do texto: Dario Fo e Franca Rame


Direção: Giselle Cecchini
Atuação: Juliana Kersting e Paola Oppitz
Provocador, ombro amigo e compadre: Denis Gosch
Concepção de luz: Jessé Oliveira
Operação de luz: Leandro Gass
Operação de som: Tatiana Flores
Produção e divulgação: Juliana Kersting
*Não é indicado para menores de 12 anos*
Postar um comentário

Leia também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...