terça-feira, 11 de agosto de 2009

OBA \O/: OFICINAS DO 16º PORTO ALEGRE EM CENA


Inscrições gratuitas de 10 a 25 de agosto no Solar Paraíso (Travessa Paraíso, 71 – Morro Sta Teresa) ou por e-mail: oficinaspoaemcena@gmail.com

Todo o ano o Porto Alegre em Cena oferece uma programação diversificada também nas atividades formativas. Oficinas, palestras, homenagens e o já tradicional Ponto de Encontro, complementam a rica programação do festival e movimentam a classe artística da cidade. É nesse período que há uma forte troca entre atores locais e grupos participantes do festival. São diretores, cantores, figurinistas, cenógrafos, bailarinos e coreógrafos ministrando oficinas sempre muito concorridas. Confira a programação:

O depoimento pessoal no trabalho do ator
Com Hélio Cícero – SP
8, 10, 11, 12 de setembro – das 13h às 16h / Casa de Cultura Mario Quintana

A conscientização do corpo do ator, de onde tudo emerge, e para onde tudo retorna é trabalhada com profundidade nesta oficina. Hélio Cícero, no alto de seus 30 anos de uma bela carreira no teatro, busca na sabedoria oriental as ferramentas necessárias para conectar a mente, a respiração e o corpo do ator, visando o equilíbrio que trará como conseqüência criatividade e expressividade. Exercícios de alongamento e respiração são utilizados no aquecimento, seguidos por meditação, improvisos com gestual de corpo e voz, trabalhos com texto e, finalmente, a performance individual. Hélio Cícero é um dos fundadores da Cia Teatral Arnesto Nos Convidou, juntamente com Maucir Campanholi, Samir Yazbek e Eduardo Semerjian.

Pintando a cena
Com Cláudia de Bem – RS
8 a 11 de setembro – das 9h às 13h / Teatro de Arena

Estimular a criatividade e sensibilidade do artista na concepção do desenho de luz de um espetáculo, abordando conceitos e sistemáticas importantes para sua criação e execução, é o mote da oficina ministrada pela renomada iluminadora Cláudia De Bem.

O que é a luz? Como vamos iluminar? Nas aulas, uma abordagem prática sobre o processo criativo da luz e sua interferência no espaço cênico. A plasticidade e criação de atmosferas através do olhar do iluminador. O curso é direcionado para diretores,arquitetos, coreógrafos, técnicos de iluminação, iluminadores, fotógrafos e aqueles que se interessam pela arte da iluminação cênica. Diretora, iluminadora, atriz e gestora cultural, exerceu o cargo de Gerente de Programação e Direção Artística do Theatro São Pedro durante nove anos. Em seu currículo constam parcerias de trabalho com os mais importantes encenadores brasileiros da atualidade.

Oficina Companhia Teatro en El Blanco: Movimento, voz e direção
Com Paula Zúñiga, Jorge Becker e Trinidad González - Chile
8 a 12 de setembro – das 9h às 12h / Casa de Cultura Mario Quintana

A Companhia Teatro en El Blanco, do Chile, fará uma oficina direcionada essencialmente para atores e estudantes de teatro. O conteúdo, dividido em módulos ministrados por diferentes atores do grupo, abordará movimento, voz e direção, a partir do trabalho feito pela Companhia, utilizando técnicas e exercícios para a construção de personagens e da obra dramática. Terminados os módulos, os alunos prepararão uma criação coletiva utilizando o que aprenderam nas aulas.


Corpo em movimento

Com Ivaldo Mendonça – PE
8 a 12 de setembro – das 14h às 17h / Usina do Gasômetro e Museu do Trabalho

As aulas do coreógrafo e bailarino Ivaldo Mendonça, referência na dança nacional, abordam os movimentos pendulares e seus mais amplos benefícios. Além de funcionarem como organizadores dos músculos, esses movimentos auxiliam no aumento dos espaços articulados e são capazes de construir o espaço apenas com o corpo do bailarino. Ivaldo Mendonça atuou em muitas companhias de dança de renome no Brasil, entre elas, com a Cia Deborah Colker. Esteve em turnês internacionais por diversos países do mundo.

Corpo, criação e comicidade
Com Jorge Alencar – Grupo Dimenti - BA
11 a 15 de setembro – das 9h às 12h / Usina do Gasômetro

As conexões entre texto, movimento e comicidade são o carro chefe desta oficina, promovida pelo grupo Dimenti, da Bahia. A ironia, o inesperado, a descontinuidade, o exagero, o grotesco, são usados como estratégias de criação e composição para a cena. A abordagem estimula o entendimento tanto da dramaturgia como do risível, em aulas estimulantes e divertidas. Jorge Alencar é criador em dança e em teatro, diretor artístico e fundador, em 1998, do Dimenti, da Bahia. Em suas criações cênicas e audiovisuais estão presentes discussões sobre gênero, formatos estéticos e estereótipos culturais a partir de um olhar crítico e humorístico.

Análise e interpretação de textos dramáticos
Com Luiz Paulo Vasconcellos – RS
14 a 18 de setembro – das 14h30 às 16h30 / Studio Clio

Atores, diretores, dramaturgos, cenógrafos, figurinistas, iluminadores, cineastas, técnicos e demais pessoas interessadas na narrativa dramática estão aptas a cursar a oficina teórica de Luiz Paulo Vasconcellos, que tem como mote identificar recursos deste tipo de narrativa. Gênero, estilo e linguagem, circunstâncias que envolvem a situação dramática e, ainda, significados, símbolos e signos propostos pela peça, serão identificados aqui utilizando leitura e discussão de textos teatrais e teorização sobre os diferentes recursos da dramaturgia. Ator, diretor, professor, dramaturgo, poeta, joalheiro e cozinheiro nas horas vagas, Vasconcellos completou 50 anos de carreira este ano com imensa colaboração para as artes cênicas. É autor do Dicionário de Teatro (L&PM Editores) e colunista de teatro da revista Aplauso.

Cia Espaço em Branco - Processos de criação híbridos
Com João de Ricardo – RS
14 a 18 de setembro – das 9h às 13h/ Usina do Gasômetro

Laboratório teórico-prático abordando a criação cênica em um processo de hibridização permanente do teatro, com a performance art, o cinema e as artes visuais. Ministrada pelo encenador, pesquisador e performer João de Ricardo, as aulas têm como objetivo a experimentação, o novo, a fusão das artes cênicas com as artes plásticas, usando como referências experimentos que resultaram e resultam em interessantes trabalhos propostos por artistas como Merce Cunningham, John Cage, Bauhaus, Cindy Sherman, entre tantos outros. Interessados no assunto com ou sem experiência podem participar, já que a oficina propõe a construção de um conhecimento coletivo físico que leva em conta justamente o campo entre os saberes e opiniões pessoais de cada um.


Eppur si Muove

Com Donatella Pau e Antonio Murru - Itália
16 a 20 de setembro – das 9h às 13h / Usina do Gasômetro

As técnicas de teatro de bonecos serão abordadas nesta oficina, voltada para adultos profissionais ou amadores que tenham interesse em saber, aprender e desenvolver métodos de animação da tradição italiana. O objetivo é levar os participantes a manipular seus próprios bonecos, além de aprender sobre teatro ao usar sua criatividade e capacidade de expressão através das lindas regras do teatro de bonecos. Somado a isso, cada aluno terá a possibilidade de discutir e analisar o potencial pedagógico do boneco com relação à infância.

Oficina de criação de pequenos hai kais pessoais

Com Georgette Fadel - SP
De 17 a 20 de setembro – das 10h às 13h / Casa de Cultura Mario Quintana

Ministrada pela atriz e diretora de teatro Georgette Fadel, a oficina terá como objetivo fazer com que o ator sinta, pense, conceba, escolha, sintetize e revele o que de si é essencial. Para isso, Georgette buscará explorar exercícios que estimulem a consciência corporal nos âmbitos físico e energético dos participantes, com jogos de interação e composição no espaço. Em um segundo momento, práticas individuais de narração de capítulos importantes da vida de cada um serão feitas, para que, na última etapa, cada ator elabore de forma simples, mas completa, suas idéias e sensações.

Oficina de atuação – Temática Família
Com Antônio Petrin - SP
Dia 18 de setembro, das 14h às 18h / dias 19 e 20 de setembro, das 10h às 14h
Usina do Gasômetro

O objetivo desta oficina é introduzir alguns conceitos básicos sobre o trabalho do ator para que os alunos identifiquem suas possibilidades e procurem seus caminhos. A partir da leitura do texto “Ser ator”, o curso pretende aguçar os sentidos de cada um para o trabalho coletivo e com consciência crítica. O tema utilizado é “a família”, universo conhecido de todos. Em cima disso, os participantes criarão seus próprios textos e os representarão, buscando construir um painel das famílias que compõem a sociedade. Antônio Petrin foi indicado para os mais importantes prêmios como melhor ator. Até hoje participou de 42 peças e dirigiu 12 espetáculos teatrais. Atuou em 35 programas entre novelas e especiais para a televisão e em 12 filmes nacionais.

O
ficina de treinamento e improvisação
Com Ana Teixeira – RJ
19 a 21 de setembro – das 14h, às 18h / Studio Stravaganza

Estudantes e profissionais de artes cênicas estão aptos a cursar a oficina de Ana Teixeira, diretora do Amok Teatro, renomado grupo brasileiro com belíssimas montagens no currículo, como Cartaz de Rodez, O Carrasco e Macbeth. O curso tem por objetivo desenvolver a expressão dramática do ator por meio de um treinamento que inclui trabalho físico (técnica de E. Decroux), trabalho de voz e improvisação. A técnica de Etienne Decroux é o estudo detalhado do movimento e do gesto. Os exercícios visam a um completo conhecimento dos órgãos de expressão do corpo humano, o controle das articulações, do ritmo e das tensões da musculatura.



WORKSHOP

Workshop com a Cia de Dança de SP - Oficinas para bailarinos locais
17 de setembro, das 10h às 13h – Das 10h às 11h30 – Pilates / das 11h30 às 13h - clássico
Com Lars van Cauwenbergh e Daniela Stasi
Ballet Vera Bublitz – Av. Coronel Lucas de Oliveira, 158/ Petrópolis

O professor e ensaiador Lars van Cauwenbergh promove uma aula de técnica de dança clássica com bailarinos locais - nível intermediário, a partir de 14 anos-, para compartilhar sua experiência e incrementar a formação dos participantes. Depois de relevante carreira como bailarino em grandes companhias da atualidade, o belga Cauwenbergh passou a lecionar nos principais grupos da Europa. Foi assistente de direção da Cia. de Dança Palácio das Artes, em Belo Horizonte, e ministrou aulas de técnica clássica no Grupo Corpo e Ballet Jovem de Minas Gerais. Daniela Stasi foi bailarina do Balé da Cidade de São Paulo entre 1981 e 1983, de onde seguiu para a renomada companhia de Martha Graham, onde esteve até 1993. De volta ao Brasil, trabalhou com Maria Duschenes, Klauss Viana e Ruth Rachou, entre outros.



PALESTRAS

Corpo a corpo com o professor

Palestra com Inês Borgéa, São Paulo Companhia de Dança
16 de setembro às 16h / Teatro de Câmara Túlio Piva
Aberto ao público – sem necessidade de inscrição prévia

A palestra tem como objetivo estimular o contato com o universo da dança e criar uma aproximação do público com o cotidiano da São Paulo Companhia de Dança, cujo repertório vai do século 19 ao século 21. Nesses encontros abordam-se, de maneira clara e didática, temas relativos ao programa apresentado pela Companhia dentro do contexto histórico e cultural, com apresentação de conteúdos e atividades que posteriormente podem ser trabalhados pelos educadores com seus alunos. Ideal para professores, tanto do ensino formal como não-formal, e arte-educadores.
Doutora em Artes pela Unicamp, é consultora do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Foi bailarina do Grupo Corpo entre 1989 e 2001. Escreve sobre dança para a Folha de S.Paulo desde 2000 e é autora de O Livro da Dança (Companhia das Letrinhas, 2002) e Contos do Balé (CosacNaify, 2007).

PORTO ALEGRE EM CENA
Travessa Paraíso, 71 / Morro Santa Teresa – Porto Alegre
Telefone: (51) 3235.1120
www.poaemcena.com.br
Postar um comentário

Leia também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...